terça-feira, 12 de outubro de 2010

Sempre criança; sempre...

(republico)
Não sou afeita a dias. Dia disso ou daquilo. Acho tudo uma bobagem. Natal, acho triste. Mas, o Dia das Crianças eu gosto. Todo ano presenteio um adulto nesse dia. Acredito na alma da criança; pura. Talvez por não entender as coisas, talvez, simplesmente, porque ao entender, prefere viver... Estes dizeres abaixo me fizeram ter mais certeza da eterna criança que vive em nós...

"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento." (Clarice Lispector)